Saiba mais sobre o curso de História e o seu mercado de trabalho

Escolher qual carreira seguir depois de se formar no ensino médio é bastante desafiador. Felizmente, existem alguns artifícios para facilitar esse processo. Por exemplo: se você tem afinidade com o campo das Ciências Humanas, talvez um curso de História seja uma boa opção.

E caso tenha se interessado, elaboramos o conteúdo de hoje com o objetivo de apresentar o funcionamento desse curso, suas características e as possibilidades de atuação no mercado. Então, continue acompanhando este artigo e descubra se a profissão de historiador é para você!

Principais características do curso

Em suma, o curso que forma historiadores é voltado ao estudo do passado das organizações humanas, bem como a conduta do homem.

Nesse contexto, podemos incluir os aspectos econômicos, culturais, as diferenças de ideias, o conceito de sociedade de cada época e seu cotidiano. O objetivo é investigar os acontecimentos, por isso, o estudo se baseia primordialmente em documentos, manuscritos, objetos e filmes.

Normalmente, o tempo de graduação dura de 4 a 5 anos e é possível ingressar em uma universidade que ofereça o curso por meio do ENEM (Exame Nacional do Ensino Médio) ou por um processo seletivo ministrado pela própria instituição.

Além disso, quase todas as universidades oferecem tanto o curso de bacharelado quanto o de licenciatura, que você pode conferir do que se tratam a seguir.

Diferenças entre bacharelado e licenciatura

Conforme citamos anteriormente, o curso de História é subdividido em duas modalidades: o bacharelado e a licenciatura. Há instituições de ensino que oferecem as duas formações concomitantemente, mas também é comum encontrar aquelas que priorizam uma ou outra categoria.

O bacharelado consiste no grau superior simples enquanto a licenciatura habilita o profissional a dar aulas em qualquer nível educacional. As duas opções contam com um currículo que contempla outros assuntos além dos períodos históricos, como Teoria-Geral do Estado, História das Mentalidades, Psicologia da Educação, Legislação Educacional etc.

Mercado de trabalho e áreas de atuação

Apesar do consenso de que historiadores estão limitados a uma carreira dentro da sala de aula, o leque de possibilidades para esses profissionais é, na verdade, bem extenso e cheio de oportunidades. Confira algumas delas mais abaixo:

Consultoria

Umas das alternativas para os historiadores que não desejam lecionar é a consultoria. Nesta área de atuação, o historiador consultor pode escrever livros sobre o segmento, de natureza didática ou não. Outra função é orientar produções cinematográficas que tratam de épocas históricas para que a obra seja fiel aos acontecimentos.

Pesquisa

Mais uma possibilidade é de se tornar um historiador pesquisador. Os focos de estudo são os mais diversos: a árvore genealógica de uma família, a história de uma empresa renomada, as estruturas sociais e as relações de poder, por exemplo.

Seja qual for o objeto de pesquisa, também é possível transformar as informações colhidas em um documentário.

Documentação

Para completar, o historiador pode auxiliar seus colegas pesquisadores a documentar e preservar arquivos importantes sobre o trabalho em questão. O trabalho de um profissional desse é altamente requerido em museus, galerias, órgãos de preservação de patrimônio histórico, entre outras instituições.

Antes de decidir pelo curso de História, saiba que a rotina de um profissional da área é recheada de muita leitura, estudo e pesquisa desde o início da graduação até o fim da sua carreira. Ou seja, apenas quem realmente tem afinidade com o campo das Ciências Humanas encontrará satisfação em se especializar nesse setor. Na dúvida, converse com profissionais de experiência no mercado. Eles darão dicas valiosas sobre a profissão.

Gostou deste artigo? Então, confira aqui outros 5 cursos da área de Humanas e explore ainda mais essa ciência rica. Boa leitura!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *