4 desafios da carreira em pedagogia e como superá-los

18 de setembro de 2019

Postado por:

A carreira em pedagogia está ligada a uma das mais belas profissões em que uma pessoa pode investir, já que cabe ao pedagogo a importante missão de alfabetizar crianças e adultos. Além disso, a pedagogia ampliou seu leque e está presente até mesmo nos ambientes corporativos.

Os dias podem ser emocionantes na educação infantil, ensinando os pequenos a reconhecer as primeiras letrinhas, assim como no ensino de jovens e adultos, realizando o sonho que tantos idosos têm de aprender a assinar o próprio nome.

Mas, nem tudo são flores. Assim como em diversas outras áreas, a pedagogia também tem seus desafios. Conheça os 4 principais e saiba como enfrentá-los.

1. Lidar com as diferenças

carreira em pedagogia nem sempre está atrelada à educação infantil. E, mesmo assim, lidar com pessoas de diferentes perfis pode ser desafiador. Muitas crianças pequenas trazem uma carga relativamente pesada em sua trajetória, o que pode surpreender o pedagogo em sala de aula.

A mesma situação é observada em relação aos jovens e adultos: despreocupados, irresponsáveis, desmotivados, desinteressados e até mesmo desrespeitosos.

O professor deve ter paciência e estruturar conteúdos motivadores. Despertar a curiosidade e o interesse desses alunos é fundamental para atrair a atenção e promover o engajamento. Música, jogos, vídeos, filmes e livros devem fazer parte dessa missão.

2. Não ter tempo para atividades pessoais

Existe uma verdade quase que universal na pedagogia: o pedagogo sempre vai levar o trabalho para casa, como atividades para corrigir e avaliar ou materiais para confecção de peças que deverão ser usadas nas próximas aulas.

Não há muito segredo para driblar essa dificuldade, além de fazer uma boa gestão do tempo. Planejar a própria agenda com antecedência, respeitando os horários à risca, é uma forma de conciliar vida profissional e pessoal.

3. Identificar problemas

Um professor não tem obrigação de conceder diagnósticos, mas é interessante que saiba identificar possíveis problemas. Um exemplo clássico são os casos de autismo. Muitas vezes, os pais tomam conhecimento após a criança iniciar a vida escolar e devido ao alerta do profissional.

O professor precisa ter conhecimento a respeito das características de diversas síndromes. Para isso, é importante investir em formação continuada. A participação em palestras e cursos de pós-graduação a respeito da educação especial mantém essas questões vivas na memória do educador, além de fornecer mecanismos para um aprendizado eficiente.

4. Ser criativo

As competências estabelecidas pela Base Nacional Comum Curricular (BNCC) junto às particularidades dos alunos exigem que o pedagogo seja criativo na elaboração das atividades e dos materiais que serão usados no processo de ensino-aprendizagem dos estudantes.

A informação é o melhor caminho para exercitar essa habilidade. Ler, assistir a filmes e participar de feiras e congressos é algo que ajuda a despertar ideias interessantes e inovadoras.

Esses são alguns dos desafios encontrados na carreira em pedagogia, que podem ser tão interessantes quanto a própria profissão. Afinal, ter que lidar com esses obstáculos no dia a dia faz da pedagogia uma atividade emocionante!

Quer saber o tipo de material a que todo educador deve ter acesso? Conheça agora mesmo as 3 leituras obrigatórias para o profissional!





Receba novidades em seu e-mail

Cadastre seu e-mail e receba em primeira mão novidades sobre cursos, artigos acadêmicos, processo seletivo e muito mais!